Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


HISTORIADOR VISITA A TERRA DOS IMIGRANTES NA ALEMANHA

Publicado em 04/01/2021 às 10:01 - Atualizado em 13/08/2020 às 07:18

Aspectos da cidade de Bacharac, localizada na margem esquerda do Rio Reno, no Estado da Renânia-Palatinado, na Alemanha.
Créditos: Fotografia de julho de 2013, por Toni Jochem. Baixar Imagem

O historiador de Águas Mornas, Toni Jochem, em uma viagem à Europa (Alemanha e Polônia) integrando uma Missão Cultural à região da antiga Pomerânia, a convite da Empresa Malwee, de Jaraguá do Sul-SC, visitou a terra de origem de muitos imigrantes que se estabeleceram na Grande Florianópolis, notadamente no atual Município de Águas Mornas.

Além da Pomerânia, o historiador Toni Jochem, aproveitou a ocasião e visitou também a região do Hunsrück, no Estado da Renânia-Palatinado, na Alemanha. Lá visitou diversas igrejas, cemitérios, museus, monumentos em muitas das cidades de origem dos imigrantes que, no século XIX, se estabeleceram nas Colônias São Pedro de Alcântara, Santa Isabel e Teresópolis. Nos onze dias em que esteve na Europa, Jochem visitou as seguintes cidades: Kirchberg, Dickenscheid, Gemünden, Herrstein, Tiefenthal, Idar-Oberstein, Bad Münster, Ebernburg, Bad Kreuznach, Münsterapel, Niederhausen, Resko, Boppard, Berlim, Frankfurt, Hirzenach, Stettin, Kollberg, Kamien, Rewahl, Eichstätt, Fulda, Bacharach, Simmern, Kastellaun, Löffelscheid, Biebern, Kommen, Longkamp, Morbach, Farschweiler, Trier, Enkirch e Briedel.

As fotografias das mencionadas cidades já estão sendo publicadas no Facebook de historiador Toni Jochem que convida a todos para apreciar detalhes por ele observados tanto na Pomerânia quanto no Hunsrück e imediações.

Segundo Toni Jochem “cabe destacar a visita às cidades de Kommen e de Farschweiller, no Hunsrück. Kommen é terra natal do imigrante Peter Jochem e Farschweiler é terra de Ana Petri: casal de imigrantes, meus ascendentes. Voltar lá, na terra deles, após mais de 160 anos que de lá saíram com destino ao Brasil, é muito emocionante. E isso fez a visita toda especial com relação aos seus diversos aspectos históricos”, destaca. A cidade de Briedel, localizado na margem direita do Rio Mosela também foi visitada por ser terra natal do imigrante Hillesheim, ascendente materno do historiador. Toni foi recebido por diversos historiadores que desenvolvem pesquisas históricas e genealógicas na região do Hunsrück e com eles estabeleceu intercâmbio. Futuras publicações de livros estão previstas.

Para Toni Jochem, que é Mestre em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina, Sócio do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, Vice-Presidente da Associação Caminhos da Imigração Alemã e Membro de Academia de Letras de Santo Amaro da Imperatriz, “a viagem foi extremamente rica sob o aspecto cultural constituindo-se numa oportunidade ímpar de conhecimento de especificidades de muitas cidades de origem dos imigrantes. Foi um sonho realizado... Se valeu à pena? Ah, disso não tenho a menor dúvida... ” finaliza.


Galeria de Imagens

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar